Você é aquilo que come

Você é aquilo que come
por

Você é aquilo que come. Os nutricionistas dizem que somos o que comemos. Existe certa diferença entre o metabolismo dos vegetarianos e o dos carnívoros. A comida que ingerimos passa a fazer parte de nós mesmos. Você é aquilo que você come.

Todavia, na Palavra de Deus, o sentido de comer é inteiramente espiritual. Comida é tudo o que introduzimos em nosso interior, visando à nossa satisfação. Comida é tudo aquilo que entra pelos cinco sentidos, visando ao nosso prazer.

Se nos tornamos aquilo que comemos, então a maneira de Deus nos transformar é mudando nossa dieta. O homem caiu por comer incorretamente. No mesmo princípio, somos salvos e curados por comer o alimento correto. O homem caiu por comer do fruto da árvore do conhecimento, mas ele é salvo e transformado por comer da árvore da vida.

Jesus disse que Ele é o pão da vida, o pão vivo que desceu do céu. Ele é o pão que desce do céu para que todo o que d’Ele comer não pereça.

Jesus disse que Ele é o verdadeiro maná que desceu do céu. Para compreendermos essa afirmação, precisamos saber por que Deus deu o maná ao Seu povo. Deus deu o maná ao povo de Israel no deserto com uma intenção específica. Ele queria alimentá-los com a comida do céu, afim de enchê-los das coisas celestiais. Seu desejo era preenchê-los, nutri-los, fortalecê-los por meio da comida espiritual e, através desse comer, transformá-los num povo celestial (Dt 8.3).

Você é mudado pela dieta. A intenção de Deus não é introduzir uma porção de egípcios redimidos no céu. Deus deseja um povo transformado. A maneira como Ele faz essa transformação é mudando nossa dieta.

Se comermos da comida egípcia, nos tornaremos pessoas egípcias. Se, por outro lado, comermos do maná celestial, que é o Senhor Jesus, nos tornaremos cada vez mais semelhantes a Ele.

A maneira de Deus nos transformar é mudando nossa dieta. Nós nos tornamos semelhantes àquilo que comemos. Quando comemos, estamos sendo fortificados e também transformados. Creio que o Senhor tinha também isso em mente quando instituiu a ceia como memória da aliança; pois, ao comer da ceia, estamos comendo d’Ele próprio. Ele é o maná que desceu do céu para nossa satisfação. E quanto mais comemos do Senhor, mais nos tornamos sua semelhança, mais nos parecemos com Ele.

Compartilhar

Recomendadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *